JOVEM A RITMO LENTO!

Autores

  • Gabriela Peixoto Martins Interna de Medicina Geral e Familiar, USF Nós e Vós Saúde
  • Jose Pedro Liberal Interno de Medicina Geral e Familiar, USF Santa Maria
  • Davide Teixeira Interno de Medicina Geral e Familiar, USF Nós e Vós Saúde
  • Rafael Lopes da Cunha Interno de Medicina Geral e Familiar, USF São Lourenço

DOI:

https://doi.org/10.58043/rphrc.72

Palavras-chave:

Bradicardia, Bloqueio auriculoventricular completo, Bloqueio auriculoventricular 2:1

Resumo

A bradicardia é definida como uma Frequência Cardíaca (FC) inferior a 60 batimentos por minuto (bpm). Na maioria dos jovens a bradicardia é sinusal e corresponde a uma resposta fisiológica. Uma jovem, de 22 anos sem antecedentes pessoais de relevo, pai com enfarte agudo do miocárdio aos 40 anos, tio materno com morte súbita aos 50 anos, recorre à consulta do seu médico assistente por apresentar FC baixas sem sintomatologia associada. Ao exame físico apresentava FC de 45 bpm, sem outras alterações de relevo. Em ECG solicitado detetou-se: “Ritmo sinusal, com períodos de Bloqueio Auriculo-ventricular (BAV) 2:1 e BAV completo. FC média 46 bpm”. Atendendo aos achados a doente foi referenciada para o serviço de urgência de cardiologia do Hospital de referência tendo ficado internada para estudo. Á data da alta, foi orientada para a consulta de arritmologia, tendo realizado ressonância magnética cardíaca e estudo genético que não revelaram alterações de relevo. Atendendo à idade, e ao facto da doente não ter qualquer sintoma, a decisão terapêutica não foi linear. Considerando também o potencial risco iatrogénico e morbilidade associados com os dispositivos cardíacos em idade tão jovem optou-se por vigilância clínica e eletrocardiográfica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Césari O, Crocq C. [Managing bradycardia in adults]. Rev Prat. 2007;57(1):5-20.

Sidhu S, Marine JE. Evaluating and managing bradycardia. Trends Cardiovasc Med. 2020;30(5):265-72.

Glikson M, Nielsen JC, Kronborg MB, Michowitz Y, Auricchio A, Barbash IM, et al. [2021 ESC Guidelines on cardiac pacing and cardiac resynchronization therapy Developed by the Task Force on cardiac pacing and cardiac resynchronization therapy of the European Society of Cardiology (ESC) With the special contribution of the European Heart Rhythm Association (EHRA)]. G Ital Cardiol (Rome). 2022;23(7 Suppl 1):e1-e94.

Downloads

Publicado

2023-12-10

Como Citar

1.
Peixoto Martins G, Liberal JP, Teixeira D, Lopes da Cunha R. JOVEM A RITMO LENTO!. RH [Internet]. 10 de Dezembro de 2023 [citado 22 de Julho de 2024];(98):20-2. Disponível em: https://revistahipertensao.pt/index.php/rh/article/view/72

Edição

Secção

Caso Clínico